SAP IS-Utilities – Localização Brasil (fase 1)

(Click here to access the English version).

A SAP IS-Utilities Localização Brasil foi desenvolvida com foco nas exigências e modificações legais. Em 2020, toda uma equipe técnica foi alocada pela SAP para trabalhar nesse produto, com foco não só nas mudanças legais, mas também aprimorando os recursos da solução central SAP S/4HANA Utilities para atender ao mercado brasileiro.

No blog a seguir, você será capaz de entender todos os desenvolvimentos feitos para a Fase 1, já entregue na versão SAP S/4HANA OP2021 SP0:

Simulador de Faturamento

As entidades regulatórias, os impostos, e as agências de auditoria ou mesmo as empresas de serviços públicos podem solicitar recálculos para determinar diferenças a serem cobradas ou creditadas a clientes ou entidades fiscais. A funcionalidade do simulador de faturamento pode ser utilizada para faturar ou tributar o cliente com diferentes dados mestre. Recuperando diferenças no nível do item de documentos de impressão. Para isso, a funcionalidade executa recálculos, também envolvendo simulações em massa.

O SAP for Utilities core já fornece um workbench de simulação, mas essa funcionalidade só atende o nível dos dados mestre de billing e das linhas de cálculo da billing. Porém, os clientes brasileiros optam também por comparar linhas de invoice, um recurso que o SAP for Utilities core não cobre.

Para determinar diferenças, é possível aplicar diferentes cenários de simulação para um determinado período de cálculo da fatura, já calculado. Por exemplo, o cliente pode lançar essas diferenças em futuras faturas regulamentadas em fornecimento, demanda e valores fiscais. Também ajuda o cliente de concessionárias de energia a cumprir a Carta Oficial nº 258-2011-SRC-ANEEL e os requisitos do artigo 221 da REN. 414/2010.

Sequência de Medidores

As modificações do sequenciamento ocorrem durante os processos centrais do SAP for Utilities core, removendo equipamentos da ordem desejada em uma unidade de leitura. Esta funcionalidade permite que os clientes criem e apliquem algoritmos para identificar dispositivos não sequenciados e reordená-los para a sequência.

O desenvolvimento é baseado em configurações efetuadas na transação SPRO juntamente com o novo app para executar tanto a reordenação manual, quanto mediante aos algoritmos mencionados. Além disso, há uma integração de mapas, para ajudar o leiturista a entender onde os dispositivos estão localizados.

Gerenciamento de Fraude & Defeito

Essa funcionalidade permite o endereçamento jurídico, ao tratar das diferenças de leitura, causadas tanto por fraudes quanto por defeitos, considerando as informações recuperadas pelas inspeções. É possível indicar o período em que ocorreu a fraude/defeito. Depois disso, os cálculos para as diferenças de consumo podem ser efetuados com este indicador, com base em cálculos de diferença regulados.

A equipe de SAP IS-Utilities Localização Brasil também desenvolveu, no mesmo cockpit, a possibilidade de simular documentos de billing e invoices para ajudar a comparação de dados em diferentes versões de cálculo, além da geração de documentos oficiais e seus estornos.

Esse desenvolvimento aconteceu em duas fases, a primeira fornecida nesta release SAP S/4HANA OP2021 SP0 e a segunda versão a ser entregue, incluindo a viabilidade para a modificação de equipamento e múltiplos registradores.

Controle de Envio & Recepção (Download & Upload)

Ocasionalmente, as ordens não são entregues ao sistema destino e não é possível que o cliente determine a causa principal desta falha. Isto pode ocorrer na seleção padrão, na interface com o sistema externo, devido à perda de dados durante a comunicação, entre outros.

A equipe de IS-Utilities Localização Brasil desenvolveu uma estrutura para rastrear as solicitações de download e upload, de modo que as informações retornem com data e hora.

Isso foi desenvolvido porque, após a execução da leitura, o status da ordem de leitura criada é definido como 0 na tabela de documentos de leitura. Quando o cliente executa o download por meio de transações standard para a saída da ordem ou da própria ordem, não existe nenhum contador que permita ao cliente saber o número de ordens selecionadas e entregues ao sistema externo. O status para esse documento de leitura permanece igual a zero, pois internamente o sistema utiliza critérios dinâmicos para determiná-lo.

Micro & Mini Geração

A primeira versão da solução de micro geração brasileira foi lançada em 2014 e desde então vem sendo modificada devido a revisões na legislação. A solução se concentra no faturamento e no processamento de dados de energia gerados pelos consumidores.

Após 2020, para o SAP S/4HANA, algumas novas melhorias foram fornecidas a esse processo, tais como:

  • Inclusão da data de fim na tabela de customização da validade do crédito.
  • Nova personalização para selecionar a liberação de créditos – somente após a criação do documento de cálculo do gerador e/ou validação da anomalia do cálculo do gerador.

Para tal, um novo cockpit foi desenvolvido com as informações sobre dados mestre de contratos e créditos ativos, gerados e compensados.

NF3-e – Nota Fiscal da Energia Elétrica Eletrônica

A NF3-e é semelhante à NF-e, CT-e, MDF-e e a muitos outros documentos eletrônicos no Brasil. O governo está estendendo o uso do formato eletrônico para outros modelos/segmentos e agora está exigindo ao setor de energia elétrica para usar o formato XML para suas notas fiscais, substituindo o modelo em papel 6.

As notas fiscais de energia são chamadas de NF3-e, o que significa que existem três letras “E” – Nota Fiscal da Energia Elétrica Eletrônica. Sendo consolidado no modelo 66.

A NF3-e é relevante para empresas que vendem energia elétrica a consumidores finais, ou seja, residências, edifícios comerciais, etc. Não é relevante para empresas que produzem energia e tampouco para quem vende aos centros distribuidores.

O mesmo modelo de NF-e conhecido foi utilizado: um XML a ser enviado para serviços Web das autoridades fiscais para obter a autorização relevante. A utilização de documentos eletrônicos garante a todos os stakeholders melhor segurança, agilidade e controle.

A solução para este requisito foi integrar a SAP IS-Utilities Localização Brasil com o SAP eDocument Framework e o SAP Document and Reporting Compliance outbound Brazil. Isso significa que:

  • A SAP IS-Utilities Localização Brasil cria a nota fiscal (eDocument) ao criar um documento de faturamento para energia elétrica.
  • Os usuários devem utilizar o cockpit de eDocument para acompanhar o status do documento e executar qualquer ação que seja necessária.
  • O SAP Document and Reporting Compliance outbound Brazil será responsável pelo relatório com a autoridade fiscal utilizando os seguintes serviços SEFAZ:
    • Recepção de lote NF3-e – assíncrona
    • Recepção NF3-e – síncrona (somente uma NF3-e)
    • Verificação de status NF3-e – síncrona
    • Verificação do status do serviço NF3-e – síncrona
    • Eventos NF3-e – síncrono

Ações Subsequentes

As ações subsequentes para leitura fornecem opções de customização que ampliam as tabelas para validações independentes e notas para o leiturista. Ele permite várias ações de customização subsequentes para nota de leiturista ou validação independente.

Por padrão, são fornecidas ações que permitem acionadores automáticos que ativam:

  • Bloqueio de leitura sem reinicializar o valor de leitura.
  • Impressão de mensagens na fatura.
  • Múltiplas ações subsequentes por nota de leiturista e/ou por validações independentes.
  • Definição de um novo atributo para determinar a “falha”, caso a leitura do medidor não seja coletada pela empresa de serviços públicos, de acordo com o requisito da regulamentação.

Todos eles, validando se uma ação subsequente pode ser executada e reprocessada, considerando casos em que a leitura está associada a uma fatura gerada em campo (on-site billing).

Cobranças de Serviços de Terceiros

As empresas de terceiros enviam um arquivo à empresa de serviços públicos com uma lista dos clientes, valores e datas de vencimento a serem faturados. Esta funcionalidade permite que os clientes programem jobs em background para executar um processo para cada terceiro.

A empresa de serviços públicos insere as informações em suas contas a receber e, em seguida, fatura o montante no próximo ciclo de faturamento. O status do documento é enviado de volta para a empresa terceirizada (em espera, faturada, não faturada, paga, etc.).

Assim que o cliente pagar a fatura (ou, em alguns casos, mesmo se não for paga), a empresa de serviços públicos prossegue para o processo de distribuição de receitas e cria um documento de pagamento para a empresa terceirizada.

O objetivo deste post é informar os desenvolvimentos feitos até agora pela equipe de SAP IS-Utilities Localização Brasil. Essas sete funcionalidades já foram fornecidas no SAP S/4HANA OP2021 SP0 e estão disponíveis para uso no SAP S/4HANA Utilities core, ativando o switch para IS-Utilities Brazilian Localization.

Mais novidades serão fornecidas nas próximas fases dos nossos desenvolvimentos, portanto, sugiro me seguir e também a seguir a tag de IS-Utilities Brazilian Localization para não perder novas informações importantes sobre a solução.

Caso tenha dúvidas ou precise de mais informações, não hesite em deixar seu comentário.